Quanlinfo Blog

Minimizar a Inadimplência é Possível

Em tempos de instabilidade econômica…
…a inadimplência tem sido um fator preocupante em diversas instituições. Independente do segmento, a falta de pagamento de clientes, alunos ou consumidores desestabilizam a programação financeira e podem interferir diretamente no funcionamento do local em questão. Quando falamos de faculdades ou universidades temos que levar em consideração a realidade do aluno. Muitos dependem de estágios, de empregos formais, da ajuda de familiares e ainda existem os que optam por deixar que a dívida se acumule para renegociá-la.
O que a instituição de ensino superior pode fazer para minimizar a inadimplência?
A pesquisa Inadimplência 2015, promovida pelo Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (SEMESP), realizada em instituições privadas por amostragem em todos os estados brasileiros, apontou uma queda de 0,6% para mensalidades atrasadas há mais de 90 dias em comparação com o ano de 2014. Apesar da leve diminuição, os demais setores tiveram 6,3% de inadimplentes, enquanto as instituições privadas de ensino superior acusaram que 7,8% de seus alunos estavam com uma ou mais mensalidades atrasadas.
Destacamos algumas atitudes que instituições superiores privadas podem adaptar e desenvolver para que a inadimplência alcance percentuais mínimos e interfira cada vez menos no bom andamento do processo de ensino.
Os alunos podem ser lembrados do pagamento antes do vencimento
O esquecimento ainda é um fator presente entre os alunos. Muitos não tem o hábito ou constância na gestão orçamentária. Lembrar os estudantes antes do vencimento tem sido uma prática adotada por diversas instituições ao redor do mundo e os resultados são animadores. O envio de e-mails e mensagens via celular são os modos mais aceitos e se mostram eficazes.
Facilitar a geração do boleto é essencial
A queixa mais recorrente e também utilizada como justificativa para o não pagamento de mensalidades é a dificuldade que alguns alunos encontram de obterem o boleto. O acesso ao pagamento por diferentes canais é imprescindível. Portais acadêmicos, obtenção rápida por terminais de autoatendimento, envio automático por e-mail e campanhas de incentivo da obtenção do boleto antes da data de vencimento são algumas formas de facilitar o acesso ao documento, logo, facilitar o pagamento.

 

Crie grupos de alunos inadimplentes
Cobrar excessivamente não é a solução. Pesquisas divulgadas por empresas de proteção ao crédito informam que o alto número de cobranças não determina o pagamento da dívida, além de criar uma aversão à marca. Uma boa solução é segmentar os alunos inadimplentes em grupos e trabalhar formas específicas de indução à quitação do débito. Existem os que atrasam constantemente. Esses devem ser diferenciados de um aluno que esse mês, especificamente, atrasou sua mensalidade. Atrasos de menos de 30 dias devem ter método de abordagem diferenciado em comparação aos que possuem mensalidades não quitadas há mais de 90 dias, por exemplo.

 

Adote e instigue a procura pelo FIES
O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) tem como principal argumento dar a possibilidade de cursar o ensino superior em instituições privadas àqueles que não comportem em sua renda o valor da mensalidade. Além de possibilitar que estudantes em situações sociais distintas frequentem o mesmo ambiente acadêmico, o FIES vincula o aluno a uma determinada instituição financeira, não cabendo à faculdade ou universidade a devida cobrança.

 

Renegociar dívida faz toda a diferença
É imprescindível dispor de uma política de renegociação de dívidas. Relatos de gestores acadêmicos indicam que a maioria dos casos de atrasos e não pagamento deve-se a situações específicas e pontuais, não por hábito ou má fé. Desenvolver planos de parcelamento e criar janelas de renegociação de dívidas onde dias específicos sejam pré-determinados para o fornecimento de descontos e condições especiais são determinantes para instigar no inadimplente a vontade de regularizar sua situação financeira.
Cabe à instituição de ensino superior o pronto acompanhamento da situação acadêmica de cada aluno. Estratégias e eventuais mudanças na política de cobranças só podem ser tomadas se a identificação dos inadimplentes for uma prática bem consolidada. As informações financeiras devem ser geridas com excelência. Sabendo disso, a suíte de gestão acadêmica Acadweb conta com uma avançada plataforma integrada de informações financeiras onde alunos com diferentes tipos de benefícios ou descontos, adimplentes e inadimplentes são categorizados e inseridos em relatórios de forma acessível e intuitiva.
Para o pleno funcionamento de faculdades e universidades as mensalidades devem estar em dia. A Qualinfo sabe disso e pode te ajudar na gestão integrada dos diversos setores de instituições de ensino superior.

comments